terça-feira, 2 de Junho de 2009

Elixir oral

1 c. chá de hortelã seca
1 c. chá de alecrim seco
1 c. chá de tomilho seco
575 ml de água

Método: deite todas as ervas secas numa caçarola e junte a água. Tape, leve a levantar fervura e ferva em lume brando durante 20 min. Retire do lume e deixe arrefecer. Depois de frio, coe para dentro de um frasco de vidro, feche hermeticamente e guarde no frigorífico durante 4 dias no máximo. Bocheche com uma pequena quantidade deste elixir duas vezes ao dia durante 1 semana, depois de lavar os dentes. Em regra, se mau hálito persistir é sinal de que o sistema digestivo não está a funcionar devidamente. Se for esse o caso, consulte um médico.



Compressas para os olhos

Ingredientes:
5 folhas ou 1c. chá de folhas de hortelã
200ml de água
Método:
Coloque as plantas numa tigela de louça, deite em cima a água acabada de ferver e deixe em infusão 10 minutos. Coe num filtro de café em papel não branqueado e deixe arrefecer. Para atenuar as olheiras, mergulhe dois algodões no líquido e aplique sobre as pálpebras durante 10-15 minutos.

Plantas usadas em cosméticos



Planta: Aloe Vera/ Babosa

Nome Botânico : Aloe vera L./Aloe barbadensis Mill. /Aloe ferox Mill.

Atividade : propriedades umectantes, coadjuvante como agente filtrante solar(UVB).


Planta: Arnica
Nome Botânico : Anica montana L/ Arnica mexicana ( Heterotheca inuloides)/ Arnica chamissonis ssp foliosa
Atividade : propriedades tônicas, estimulantes, antioedema, antiequimosis e antisépticas.


Planta: Betula
Nome Botânico : Betula alba L.(Betula pendula Roth, Betula pubescens Ehrh.)
Atividade : propriedades estimulantes do couro cabeludo, ação anti-seborréica, regulador da atividade capilar, redutor da fragilidade capilar.


Planta: Camomila
Nome Botânico: Matricaria chamomilla L./Chamomilla recutita
Atividade : propriedades suavizantes, calmantes, anti-couperose, refrescante, purificante, pigmentante dos cabelos, anti-irritante.


Planta: Calêndula

Nome Botânico : calendula officinallis L
Atividade : redução da fragilidade capilar, redução da atividade anti-ialorunidase, emoliente, lenitivo, protetor.


Planta: Ciano/Corn Flower
Nome Botânico : Centaurea cyanus L / Cyanus arvensis/Cyanus segetum/Cyanus vulgaris
Atividade : usado em loções para a área dos olhos, cremes para o rosto com propriedades adstringentes e aditivos para shampoos destinados ao uso em cabelos brancos e grisalhos.


Planta: Castanha-de-Índia
Nome Botânico : Aesculus hippocastanum/Aesculus castanea/Hippocastanum vulgare
Atividade : regulador do sistema capilar, reduz a fragilidade capilar, anti-edema, vasoprotetor. Efeito anti-hialorunidase, agente filtrante UVB.

quarta-feira, 13 de Maio de 2009

Plantas medicinais e saúde: como utilizar o poder das plantas medicinais para abrandar os pequenos mal-estares quotidiano

~Porquê utilizar produtos químicos ou medicamentos perigosos, quando se pode usar plantas medicinais naturais que fazem os mesmos efeitos?

O homem atravessou séculos recorrendo as plantas para curar-se. Aliás, as plantas são a origem de muitos medicamentos. Aqui está o modo de utilização para abrandar pequenos mal-estares quotidianos.

Se decidir fazer tisanas, escolha preferivelmente os produtos biológicos.

Plantas contra gripe

No inverno, estas plantas são utilizadas como prevenção, elas impedem a estrada aos vírus. É útil em forma de tisanas, cápsulas ou ampolas, é recomendado de 3 a 4 vezes ao dia, durante uma semana.

EUCALIPTO
Estimula as células da mucosa bronquial, ajuda a fluir as secreções favorecendo a sua eliminação, acalma a dor e atenua as inflamações. O seu óleo essencial contém um antiviral activo que neutraliza as gripes ligeiras. Pode-se colocar algumas gotas de óleo num lenço para inalar ou por meio de um difusor de perfumes espalhar um pouco no quarto de dormir.

VERBENA
Planta de cujas flores se faz uma infusão, inibem a propagação do vírus da gripe, combate a inflamação da mucosa, acalma a tosse e facilita a expectoração.



Plantas digestivas

Depois de uma refeição abundante, ainda é proposto usar uma tisana pra facilitar uma digestão difícil. Se encontrar igualmente em forma de cápsulas ou de ampolas, as essências destas plantas que activam as funções hepáticas.

ALCACHOFRA
O caule deste delicioso legume estimula a secreção da bílis e combate com eficácia a lentidão hepática. Usa-se tomar 1 ou 2 cápsulas três vezes ao dia por uma semana, depois de comer em abundância ou em caso de indigestão.


FUMÁRIA
É uma planta excelente para desintoxicar o fígado e o pâncreas. Combate a náusea, estimula a circulação e purifica o organismo. Pode-se fazer curas regulares que duram de 2 a 3 semanas.





Plantas para emagrecer

Se bem seleccionadas, estas plantas optimisam os efeitos do regime, combate a retenção de água no organimo e estimulam a queima de gorduras. Tomar 1 litro por dia, ingerindo com freqüência pequenas poções em forma de tisana.


CAVALINHA
É diurética, serve para o forte teor de silício e combate o relaxamento dos tecidos.


ALGAS
Remineralizante, antifadiga, favorece a queima das gorduras, regula a taxa de açúcar no sangue e de colesterol e dinamiza a circulação.


GARCINIA CAMBOGIA
O seu fruto exótico permite ao organismo de queimar melhor as gorduras em excesso. Além disto, reduz o apetite.


Plantas que conciliam o sono

No lugar de tomar soníferos prove as plantas. Cada planta tem uma indicação precisa. Escolha aquela que corresponde melhor ao tipo de insônia sofrido e beba à noite antes de ir dormir, em forma de tisana.



BERGAMOTA
As folhas desta laranja de sabor amargo não há nada igual para favorecer o sono. Antiespasmódicas, ajudam a dormir melhor em caso de cãibra no estômago ou de palpitações.


ESPINHEIRO ALVAR
Do momento em que regulariza os batimentos cardíacos, normaliza o fluxo sanguíneo, combate a hipertensão e acalma o sistema nervoso central e o simpático, esta é sem dúvida a planta certa para tratar de insônia ligada a desregulação cardio-vascular (palpitações, dor torácica, mal-estar, etc.).



FLOR DA PAIXÃO
Os indígenas da América utilizavam as suas folhas pelo seu poder sedativo. Antiespasmódica, tranquilizante, relaxam os nervos e a apreensão em período de exames e facilitam o adormecimento possibilitando um sono reparador.


VALERIANA
É uma erva sedativa, excelente para o sono. A sua raiz, de odor nauseante, regula os batimentos cardíacos e reduz a tensão. Extremamente ativa, trata as desordens nervosas e todas as formas de insônia.


Plantas antidoloríficas

Para abrandar as articulações enferrujadas, elas podem reduzir a inflamação, acalmar a dor e activar a eliminação das toxinas. Você pode tomar como tisana para limpar o organismo.


REINE-DES-PRES
Conhecida desde a antiguidade por seu poder anti-reumático, esta aspirina natural acalma as dores e elimina as toxinas. Sem perigo para o estômago, pode ser consumida em forma de tisana.


HARPAGOPHYTUM
Dentro desta planta de nome bárbaro, conhecida também pelo nome de "unha-de-gato" a causa de seus acúleos pungentes que cobrem os seus frutos, se esconde um medicamento anti-reumático que foi sempre utilizado pelos curandeiros africanos. Estudos recentes, têm confirmado as suas virtudes antidoloríficas, antiinflamatórias e antiespamódicas.




Plantas contra cansaço nas pernas


Ricas em princípios activos, reforçam a resistência das veias e dinamizam a circulação. Se pode utilizar em todas as formas e fazer curas regulares de três semanas a cada mudança de estação.


VIGNE ROUGE
Protege as veias, previne a inchação e a inflamação. Entra na composição de numerosos preparados para as pernas.



CASTANHA DA ÍNDIA
Tonifica as paredes venosas, fluidifica o sangue e favorece a contração dos vasos sanguíneos. Se utiliza sob todas as suas formas para combater a insuficiência circulatória.



GINKGO BILOBA
As suas folhas são utilizadas desde a antiguidade pelos Chineses para prevenir o envelhecimento e melhorar a circulação. Reforça as paredes venosas, normaliza o fluxo sanguíneo e combate a inflamação. Podem ser consumidas na forma de extrato natural, em cápsulas.


Plantas antibacterianas


Os antibióticos se rendem as bactérias? Experimente comer mais alho e combata as bactérias!

Rico em alicina, um potente antibacteriano, o alho é em grau de destruir também as bactérias já presentes no organismo. Além disso, seu bulbo contém, enzimas, hormônios sexuais, vitaminas A, B, C, e sais minerais.

Desde a antiguidade, se utilizava como anti-séptico, contra a peste e a cólera, como potente vermicida e desinfetante intestinal. Hoje deve ser usado pela sua capacidade estimulante, seja do aparelho digestivo que do aparelho respiratório e circulatório, conseguindo também regular a tensão arterial.

Além de cozido em molhos e refogados, é possível aumentar a quantidade de alho ingerido com finalidade preventiva, consumindo cru, 1-2 dentes ao dia antes das refeições. É igualmente óptimo contra a insónia: um dente de alho esmagado e colocado por 10 minutos em infusão dentro de uma xícara de leite quente, para beber antes de deitar-se.

Como vermífugo, recomenda-se usar em forma de decocção: deixe ferver um copo de leite juntamente com 3 - 4 dentes de alho, eventualmente coloque açúcar, depois tome 2 - 3 colheres durante o dia.




Infusão, Decocção, Maceração, qual é a diferencia?


INFUSÃO
Conhecida popularmente por chá. Geralmente são utilizadas as partes tenras (folhas, flores, gomos) quando a água alcançar fervura, desligue e mergulhe nela as partes da planta. Tampe e deixe a solução abafada por cerca de 10 minutos. Em seguida é só coar e beber.



DECOCÇÃO
Recomenda-se usar as partes mais grosseiras da planta (caules, raízes, cascas ou sementes) são colocadas na água fria. Depois deixe cozinhar por 3 - 4 minutos a partir do momento em que se inicia a ebulição, após esse tempo, retire do fogo e deixe em infusão por mais ou menos 10 minutos antes de usar.


MACERAÇÃO
Reservada as substâncias sensível ao calor, se obtêm deixando as partes da planta de 12 a 48 horas de molho dentro de água fria.



quinta-feira, 7 de Maio de 2009

Xaropes com ervas medicinais


Ansioplant

Composição :

Plantas medicinais:
Laranjeira (flôr) - Citrus aurantium
Valeriana - Valeriana officinalis
Passiflora - Passiflora incarnata
Salva - Salvia officinalis

Modo de Tomar :
1 colher de sopa antes do pequeno-almoço, e 1 a 2 antes de deitar (em crianças reduzir para metade).

Apresentação :
Frasco de vidro neutro com tampa inviolável contendo 200ml.


Diabético-Norma

Composição :

Plantas medicinais:
Eucalipto - Eucalyptus globulus
Bardana - Arctium lappa
Mirtilo - Vaccinium myrtillus
Pedra-hume-caá - Myrcia salicifolia
Pervinca - Vinca minor
Nogueira (folhas) - Juglans regia
Urtigas - Urtica dioica

Modo de Tomar :
10ml duas vezes ao dia (ao meio da manhã e ao meio da tarde).
Mediante a resposta a esta posologia inicial o modo de tomar deverá ser adaptado caso a caso. Utilizar o copo-medida incluso na embalagem.
Apresentação :
Frasco de vidro neutro com tampa inviolável contendo 200ml.


Dolo-Gastril

Composição :

Plntas medicinais:
Condurango - Gonolobus condurango
Alcaçuz - Glycyrrhiza glabra
Morangueiro - Fragaria vesca
Figueira - Ficus carica
Boldo - Peamus Boldus

Modo de Tomar :
Em situações agudas - 1 colher de sobremesa de 6 em 6 horas.
Em situações crónicas 1 colher de sopa antes do almoço e do jantar.

Apresentação :
Frasco de vidro neutro com tampa inviolável contendo 200ml.


Drena Mais

Composição :

Plantas medicinais:
Alcachofra - Cynara scolymus
Cardo Mariano- Silybum marianum
Vidoeiro - Betula alba
Beterraba - Betula vulgaris
Nogueira (folhas)- Juglans regia
Amieiro - Alnus glutinosa
Salsa - Petroselinum sativum
Limão - Citrus limonum
Ácido Málico
Ácido Citrico
Ácido Láctico
Clorofila
Magnésio (Cloreto)

Modo de Tomar :
Tomar 1 colher de sobremesa (10ml) em jejum, e outra antes do jantar diluídas num copo cheio de água. Ou, diluír 2 colheres de sobremesa (20 ml) num 1,5 litros de água mineral e beber durante o dia.
Apresentação :
Frasco de vidro neutro com tampa inviolável contendo 500ml.

Fruticerina Infantil

Composição :

Plantas medicinais:
Ácido Pantoténico (D-Pantotenato de cálcio)
Vitamina C (Ácido L-Ascórbico)
Vitamina PP (Nicotinamida)
Vitamina E (Acetato de D-Alfa-Tocoferol)
Vitamina A (Acetato de Renitol)
Vitamina B1 (Cloridrato de Tiamina)
Vitamina B2 (Riboflavina)
Vitamina B6 (Cloridrato de Piridoxina)
Vitamina D3 (Colecalciferol)

Modo de Tomar :
1 a 5 anos - 5ml.6 aos 12 anos - 10ml. A partir dos 12 anos - 15ml.
Antes do almoço e do jantar. Utilizar o copo-medida incluso na embalagem.

Apresentação :
Frasco de vidro neutro com tampa inviolável contendo 200ml.


Gastripax

Composição :

Plantas medicinais:
Boldo - Peamus Boldus
Condurango - Gonolobus condurango
Angélica - Angelica archangelica
Erva cidreira - Melissa officinalis
Alcaçuz - Glycyrrhiza glabra
Figueira - Ficus carica

Modo de Tomar :
1 colher de sopa antes do almoço e outra antes do jantar.
Apresentação :
Frasco de vidro neutro com tampa inviolável contendo 200ml.

Hepabil

Composição :

Plantas medicinais:
Alcachofra - Cynara scolymus
Boldo - Peamus Boldus
Cardo mariano - Silybum marianum
Celidónia - Chelidonium majus
Funcho - Foeniculum vulgare

Modo de Tomar :
1 colher de sobremesa (10ml) após o almoço e o jantar.

Apresentação :
Frasco de vidro neutro com tampa inviolável contendo 200ml.

Lecigluten

Composição :

Plantas medicinais:
Pervinca - Vinca minor
Alecrim - Rosmarinus officinalis
Lecitina de soja - Soja hispida
Aminoácidos neurotróficos
Fósforo orgânico

Modo de Tomar :
1 colher de sobremesa 2 a 3 vezes ao dia antes das refeições.
Apresentação :
Frasco de vidro neutro com tampa inviolável contendo 200ml.


Pau d`Arco (200)

Composição :

Plantas medicinais:
Pau d`Arco 90% - Tecoma violácea

Modo de Tomar :
Adultos - uma colher de sobremesa antes do almoço e outra antes do jantar. Crianças - uma colher de sobremesa antes do almoço.
Apresentação :
Frasco de vidro neutro com tampa inviolável contendo 200ml.

Pau d`Arco (500)
Composição :

Plantas medicinais:
Pau d`Arco 90% - Tecoma violácea
Modo de Tomar :
Adultos - uma colher de sobremesa antes do almoço e outra antes do jantar. Crianças - uma colher de sobremesa antes do almoço.

Apresentação :
Frasco de vidro neutro com tampa inviolável contendo 500ml.


Prosta-Chi

Composição :

Plantas medicinais:
Saw Palmeto - Sabal serrulata
Abóbora (sementes) - Cucurbita pepo
Vara de Ouro - Solidago virga aurea
Uva Ursi - Arctostaphylos Uva ursi
Modo de Tomar :
Uma colher de sobremesa antes do pequeno-almoço e do jantar.
Casos agudos, uma colher de sobremesa de 2 em 2 horas.

Apresentação :
Frasco de vidro neutro com tampa inviolável contendo 200ml.


Pulmoflora Própolis

Composição :

Plantas medicianais:
Hissopo - Hyssopus officinalis
Alteia - Althaea officinalis
Tomilho - Thymus vulgaris
Pinheiro - Pinus silvestris
Crataegus - Crataegus oxyacantha
Própolis
Modo de Tomar :
1 colher de sobremesa antes do almoço e outra antes do jantar.
Misturar com um pouco de água morna. Em crianças reduzir para metade.

Apresentação:
Frasco de vidro neutro com tampa inviolável contendo 200ml.

Renal Plus
Composição :


Plantas medicinais:
Arenária - Arenaria rubra
Cavalinha - Equisetum arvense
Freixo - Fraxinus excelsior
Parietária - Parietaria officinalis
Quebra-Pedra - Phyllantus niruri
Uva Ursina - Arctostaphylos Uva ursi

Modo de Tomar :
Uma colher de sopa após o almoço e uma após o jantar.
Em crianças reduzir para metade.

Apresentação :
Frasco de vidro neutro com tampa inviolável contendo 200ml.





Plantas Medicinais

"As melhores épocas de colheita"


Plantas que podem ser colhidas na primavera

Cascas:
Abrunheiro-bravo, amieiro (ramos jovens), aveleira (ramos jovens), azevinho, bétula, carvalho (ramos jovens) castanheiro, castanheiro-da-india, choupo negro (ramos de 2 a 3 anos), dulcamara (ramos jovens), ébulo (raíz), espinheiro-cerval, freixo (ramos), medronheiro, nespereira, noveleiro, pirliteiro (ramos jovens), salgueiro-branco, ulmeiro (casca média).
Raízes - Rizomas:
Acanto, Aipo, aleluia, arquilégia, ásaro, azedas, bardana, bons-dias, cardo-corredor, consolda-maior, ébulo, énula-campana, golfões, grama-francesa, granza, groselheira-espim, imperatória, levístico, medronheiro, onagra, pepino-de-são-gregório, petasite, pimpinela-magna, polígala-amarga, polipódio, quaresmas, sanamunda, sanguis-sorba-oficinal, taráxaco, tormentila, trevo-cervino, ulmeira.
Caules:
Azedas, cardo-santo (sem casca), granza (com folhas), melissa (com folhas).
Gemas:
Abeto-branco, bétula, ou vidoeiro, castanheiro, choupo-negro, pinheiro-bravo, pinheiro-silvestre.
Folhas:
Abrótano-fêmea, acácia-bastarda, acanto, aipo, aleluia, alface-brava-maior, alfenheiro, aljôfar, alteia, amieiro, angélica, arando, argentina, aristolóquia, aveleira, azedas, bardana, buxo, canabrás, cardo-santo, carvalho, castanheiro, celidónia, cersefi, codesso-bastardo (árvore adulta), conchelos, dulcamara, ébulo, ou engos, éfedra, epilóbio, erva-de-santa-bárbara, escórdio, evónimo, faia-preta, favária-maior, feto-real, funcho, funcho-marítimo, giesteira-das-vassouras (jovem), gilbarbeira, globulária, groselheira-espim, hera, hipericão, lapsana, lírio-dos-vales, losna (montada), madressilva, malmequer-dos-breijos, malva, melissa, morangueiro, morso-diabólico, nespereira, onagra, parientária (montada), pervinca (montada), petasite, pinguícula, primavera, quaresmas, saboeira, sabugueiro, saião-curto, salgueiro-branco, salva (montada), salva- esclareia, sanamunda, sene-bastardo, silva, tanchagens, taráxaco, tramazeira, trevo-cervino, trevo-de-àgua, tussilagem, ulmeira, ulmeiro, urtiga-branca, uva-ursina, verbasco, viburno, violeta, zimbro (com folhas).
Flores:
Acácia-bastarda, alfazema, alfenheiro, giesteira-das-vassouras (botões), lírio-dos-vales, malva, narciso-trombeta, noveleiro, petasite, pirliteiro, primavera, quaresma, sabugueiro, silva (botões), silva-macha.
Sumidades Floridas:
Alforvas, cardo-santo, goiveiro-amarelo, nêveda-dos-gatos, pulmonária, ulmeira, urtiga-branca.
Frutos:
Alcaravia (após o 2ºano), arando, arando-de-baga-vermelha, bérberis, cerejeira (mais os pedùnculos), framboeseira, goiveiro-amarelo, groselheira-espim, groselheira-vermelha, morangueiro, silva, silva-macha (botões), tramezeira, viburno, zimbro.
Planta aérea florida :
Aliária, ou erva-alheira, amor-perfeito-bravo, aspércula-odorífera, búgula, fumária, melissa-bastarda, mercurial.
Planta inteira :
Hera, pimpinela, pulsálita, quenopódio-bom-henrique, sanícula, urtigão (jovem).
Suco-Seiva-látex :
Amor-perfeito-bravo, bétula, ou vidoeiro, celidónia, conchelos, ficária, labaçol, lapsana, pepino-de-são-gregório, saião-curto, sanguisorba-oficinal, sanícula.


Plantas que podem ser colhidas no Verão

Cascas :
Amieiro-negro (caule).
Lenho :
Tília.
Raízes - Rizomas :
Argentina, arnica, betónica, cardo-penteador, cenoura, ficária, satrião-macho.
Caules :
Agrião (com folhas), alga-perlada (talo), angélica, avoadinha (florida), cavalinha (caules estéreis), fel-da-terra, macela, nêveda, salgueirinha (com folhas).
Gemas :
Silva.
Folhas :
Abrunheiro-bravo, açafroa, agrimónio (montada), almeirão, aquilégia, arando-de-baga-vermelha, artemísia, ásaro, avenca, becabunga, bérberis, betónica, bétula, ou vidoeiro, bons-dias, buglossa, cardo-corredor, cardo-de-santamaria, cardo-estrelado, carvalhinha, cenoura, drias, erva-formigueira, escrofulária-nodosa, eucalipto (adulto), framboeseiro, freixo, gatunha, ática, hera (jovem), hissopo, labaçol, levístico, língua-cervina, lisimáquia, loureiro (sem pecíolo), macela, mentas, milfólio, murta, nêveda, pé-de-leão, pulmonária, rapúncio, rinchão, tomilho, urze, verónica, vide-branca, visco (montado).
Flores :
Abrunheiro-bravo (botão), açafroa, acanto, alteia, amor-perfeito-bravo, angélica, aquilégia, argentina, arnica, borragem, buglossa, camomila, cardo-estrelado, consolda-real, cornichão, ébulo, ou engos, epilóbio, fidalguinhos, framboeseiro, gatunha, golfões, lisimáquia, macela, madressilva, morso-diabólico, nêveda, papoila, tília, verbasco, vulnerária.
Sumidades Floridas :
Abrótano-fêmea, agrimónia, agripalma, alfazema, aljôfar, artemísia, becabunga, cardo-santo, carvalhinha, erva-coalheira, erva-formigueira, escórdio, escrofulária-nodosa, estaque, fel-da-terra, hipericão, hissopo, losna, marroio, marroio-negro, matricária, meliloto, mentas, milfólio, não-me-esqueças, nêveda-dos-gatos, orégao-vulgar, pé-de-gato, rinchão, salgueirinha, salva, salva-esclareia, satureja, serpão, tanaceto, tomilho, urze, vara-de-ouro, verónica.
Sementes :
Alforvas (secas), angélica, aquilégia, consolda-real, endro, erva-de-santa-bárbara, evónimo, fidalguinhos, freixo, galega, linho-bravo, mostarda-negra, violeta.
Planta aérea florida :
Artemísia-dos-alpes, erva-de-são-roberto, erva-férrea, erva-sofia, galega, galeopse, graciosa, juliana, mercurial, parietária, pé-de-leão, rorela, sanguissorba-oficinal.
Planta inteira :
Amor-de-hortelão, cocleária, consolda-real, erva-dos-escudos, ária-maior, fidalguinhos, linho-de-cuco, nêveda-dos-gatos, pilosela, pimenta-d`água, pimpinela, polígola-amarga, sempre-noiva, tanchagens, vara-de-ouro, verbena, vulnerária.
Suco-Seiva-látex :
Alface-brava-maior, cardo-estrelado, favária-maior, grama-francesa, lapsana, morso-diabólico, pilosela, rinchão, salgueirinha, sempre-noiva, tanchagens, tília.


Plantas que podem ser colhidas no Outono

Cascas :
Bérberis (raiz), buxo (raiz).
Raízes - Rizomas :
Alcaçuz (3ºano), alcaravia, almeirão, alteia, angélica, aristolóquia, artemísia, bistorta, cálamo-ático, carlina, celidónia, cersefi, cinco-em-rama, cinoglossa, consolda-maior, epilóbio, escrofulária-nodosa, feto-real, funcho (fim do 1ºano), genciana, gilbarbeira, grama-francesa, granza, groselheira-espim, labaçol, morso-diabólico, norça-preta, polipódio, rapúncio, saboeira, salsaparrilha-bastarda, sanguissorba-oficinal, sanícula, selo-de-salomão, sempre-noiva, trevo-cervino, tussilagem, urtigão, valeriana, violeta.
Caules :
Alquequenje.
Folhas :
Alquequenge, dulcamara, feto-macho, lingua-cervina, medronheiro.
Flores :
Medronheiro.
Sumidades Floridas :
Nêveda-dos-gatos, santónico.
Frutos :
Abrunheiro-bravo, aipo, aljôfar, alquequenje, canabrás, cardo-estrelado, carvalho, castanheiro, espinheiro-cerval, hipofaé, loureiro, lúpulo, murta, nespereira-da-europa (frutos passados), pirliteiro, sabugueiro.
Sementes :
Abrótano-fêmea, açafroa, ami, aveleira, bardana, cardo-de-santa-maria, castanheiro-da-índia, cenoura, levístico, licopódio, milfólio, salva-esclareia, tanaceto, zaragatoa.
Suco-Seiva-látex :
Lúpulo, sanguissorba-oficinal, taráxaco.


Plantas que podem ser colhidas no Inverno

Cascas :
Faia (ramos).
Raízes e Rizomas :
Lírio-amarelo-dos-pântanos, morangueiro, primavera.
Folhas :
Ficária.
Flores :
Aveleira, tussilagem (botões).
Frutos :
Medronheiro.


Plantas que podem ser colhidas todo o ano

Cascas :
Faia-preta, Sabugueiro (2ªcasca).
Raízes - Rizomas :
Feto-macho, gatunha, tanchagens.
Caules :
Bodelha, Laminárias, musgo-da-córsega.
Gemas :
Abeto-branco, pinheiro-bravo, pinheiro-silvestre.
Folhas :
Abeto-branco, alecrim, azevinho, bonina, pervinca, pinheiro-bravo, pinheiro-silvestre, tasneirinha, urtigão.
Flores :
Alecrim, bonina.
Frutos :
Faia, pinheiro-bravo, pinheiro-silvestre.
Planta aérea florida :
Bolsa-de-pastor.
Planta Inteira :
Líquen-da-islândia, morugem, tasneirinha ( antes da abertura dos capítulos).
Suco-Seiva-látex :
Morugem, Tasneirinha.

Relatório da visita de estudo às plantas da fonte